13 de set de 2016

DEPOIMENTO - FALANDO SOBRE PARTO NORMAL E PARTO CESÁREA

   Olá meus amores hoje começo a contar um pouco sobre meus três partos todos cesárea não por opção e sim por necessidade...
  Já vi dizerem que mulheres que tem quadris largos ou ancas largas como antigamente falavam são ótimas parideiras.Não posso posso concordar com isto e nem discordar pois venho de uma família de ótimas parideiras como dizem por ai, mas porém não obtive a mesma sorte pois lutei toda a minha gravidez a exatos oito anos atrás e não obtive sucesso. 
   Minha mãe teve seis é isto mesmo vocês leram certo seis partos normais e parecia nem sentir cocegas. 
   Quando a mesma engravidou da minha irmãs caçula eu tinha quatorze anos e ela foi a ultima ou seja a sexta filha né. Então eu acompanhei tudo e minha mãe trabalhava como diarista em uma casa não muito perto de onde agente morava ela tinha que pegar dois ônibus para chegar ao serviço. Porém a nossa situação não das melhores em casa pai desempregado, cinco filhos pra criar e mais uma chegando sendo que o ultimo dos cinco filhos ainda era um bebê e usava fraldas, tomava leite.   
   Já no final da gestação e diarista era sem registro e não tinha direito a nada minha mãe ainda trabalhava. 
   Num belo dia ela se havia trabalhado na quarta-feira e na quinta não iria pois não era seu dia de trabalho iria ao médico.Só que não sério ela não foi pois já se levantou com algumas dores mais não quis dizer nada pois eu não sabia de nada. 
   Eu ajudava na limpeza da casa e estávamos colocando roupa na maquina pra lavar quando a mesma sentiu que as dores aumentaram e ai resolveu mandar chamar uma vizinha que correu arrumou um carro e que a levou para o hospital já parindo e graças a DEUS que ainda deu tempo de a minha irmã nascer no hospital mais quando chegou a bolsa já avia estourado no carro do vizinho era um fusca minha mãe foi toda torta dentro e assim foi esta experiência que vivi, quero dizer vi pra contar. 
   Sem contar outros partos que ela teve e dizia que o meu foi o mais difícil pois quando começou a sentir as dores perguntou pra uma senhora mãe de não sei nem quantos filhos e a mesma disse que não sabia então ela ficou sentindo dor até não  aguentar mais ai meu pai chegou do trabalho e foi leva-la pro hospital... Daí eu nasci Linda,Negra e Bela Claro...
   A segunda filha nasceu na calçada da casa dos meus avós no sitio já em Pernambuco. e assim quase foi o terceiro e na quarta filha nasceu dentro ambulância, kkk é isto mesmo numa ambulância a enfermeira quase enlouqueceu, a madrinha da minha irmã comeu os dedos literalmente que precisou até fazer curativos nos dedos pois não sobrou uma unha pra contar história.  Resultado de imagem para ambulancia
  o quinto filho nasceu na noite de natal após fazer toda a comida da ceia de natal ela começou a sentir dores pronto nada feito desiste de tudo passou foi a meia noite sem comer nada pois i belo do meu irmão já havia nascido e a hora da janta no hospital publico já havia passado só veio comer no café da manhã.. 
    <3 <3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3,<3,<3<3<3<3<3<3<3
    Bom pessoal voltando para a minha história Quando engravidei do meu filho queria que fosse parto normal assim como da minha mãe,minhas avós que tiveram vários partos normais.Porém o médico já havia me dito que não seria facíl mais não levei muito em conta pois era particular e eles querem fazer partos cesáreas pois os mesmos ganhavam ou ainda ganham a mais... 
   Então quando comecei a sentir contrações fui ao médico e não era hora ainda não eram dores de parto voltei pra casa fiquei indo ao médico de dois em dois dias pois já estava com quarenta semanas e numa sexta-feira chequei hospital para mais uma consulta destas e um obstetra me internou porém não fui para o pré parto pois não havia dores e não estava sentindo nada só um incomodo que vinha a cada meia hora uma dor chata mais nada de dores.
   continua 

Postagem em destaque

NADA COMO O TEMPO

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe t...